top of page
Group-187.jpg

Blog

Confira nossas novidades, notícias do meio e muito mais

  • Foto do escritorRafael Oliveira

Gestão de Mudanças: lidando com seus impactos no transporte corporativo


Gestora de mobilidade promovendo mudanças na equipe

A transformação é a palavra chave para otimização dos processos em uma empresa, independente do seu porte. Igualmente importante é a capacidade de gerenciar, com eficácia, tais alterações organizacionais. É sabido, também, que mudanças na rotina dos funcionários, nem sempre, são bem aceitas e, quando envolvem o transporte corporativo, podem ser ainda mais assustadoras. Por que meu ponto de embarque mudou? Por que tenho que usar um sistema para agendar minha viagem? E o motorista novo? Gostava mais do antigo. Vou procurar o sindicato…


Mas calma, para tudo tem solução! A gestão de mudanças, também conhecida como "Change Management" é o processo pelo qual as empresas planejam, implementam e controlam as mudanças necessárias para alcançar seus objetivos estratégicos. Neste artigo, exploraremos o conceito de gestão de mudanças, abordando os desafios mais comuns enfrentados por empresas. Além disso, discutiremos como a gestão de mobilidade corporativa está impactando as organizações e o papel fundamental que o departamento de Recursos Humanos desempenha no gerenciamento das resistências à mudança.


Entendendo a Gestão de Mudanças


A gestão de mudanças é uma abordagem estruturada, que visa preparar e auxiliar os colaboradores e a organização a adotar novos processos, tecnologias, estruturas organizacionais e até mesmo culturas corporativas com êxito.


Ela envolve a identificação das necessidades de mudança, a criação de um plano de ação, a comunicação clara e eficiente, a implementação das alterações e a avaliação contínua dos resultados.


O objetivo principal é garantir que as mudanças sejam aceitas e que os colaboradores estejam alinhados com as novas diretrizes da empresa, o que pode ser facilitado com ajuda profissional especializada. Saber o tamanho e quais são os desafios já representa uma parte considerável da solução.


Natureza humana, resistência à mudança e desafios comuns nas empresas.


A resistência à mudança é uma resposta natural da psicologia humana. As pessoas tendem a sentir-se mais seguras em suas zonas de conforto, onde sabem o que esperar e se sentem competentes. A introdução de mudanças pode gerar incerteza e, quase sempre, ameaçar o senso de habilidade dos funcionários. É por isso que a gestão de mudanças é crucial, pois oferece estratégias para lidar com a resistência humana de maneira empática e eficaz.


Os desafios independem do tamanho da organização e são compartilhados quando se trata de implementar mudanças significativas. Alguns dos problemas mais comuns incluem:


1. Resistência à mudança


A resistência dos funcionários à mudança é uma das barreiras mais comuns encontradas pelas empresas. As pessoas tendem a preferir a estabilidade e a familiaridade, o que pode levar à resistência quando confrontadas com mudanças em suas responsabilidades, processos de trabalho ou sistemas.


2. Comunicação ineficaz


A comunicação inadequada durante o processo de mudança pode levar a confusão e mal-entendidos. É essencial que as empresas comuniquem claramente os motivos para a mudança, os benefícios esperados e o plano de transição. Como no exemplo anterior, a pergunta “Por que meu ponto de embarque mudou?”, deve ser respondida - e com bons argumentos. Apontar os motivos das mudanças tende a ser um bom ponto de partida.


3. Falta de envolvimento dos colaboradores


Quando os colaboradores não se sentem envolvidos no processo de mudança, é mais provável que resistam a ela. Incluir os funcionários desde o início pode ajudar a construir um senso de propriedade e comprometimento. Converse com as lideranças - formais ou não - da equipe, busque o diálogo com o Sindicato da categoria, valorize opiniões individuais. Busque a melhor solução para os envolvidos, mas não confunda com paralisar ou atrasar o processo até obter a unanimidade. Isso pode ser perigoso!


O impacto na gestão de mobilidade corporativa


A gestão de mobilidade corporativa é uma das áreas que frequentemente passa por mudanças significativas. As tecnologias evoluem, o tipo de trabalho muda e a busca por soluções de transporte mais eficientes está sempre em alta nas empresas. Isso pode incluir a introdução de aplicativos de transporte, programas de caronas solidárias e a redefinição das políticas de mobilidade, de reembolso de despesas com transporte entre outros. Essas mudanças têm o potencial de melhorar a eficiência e reduzir custos, logo, devem driblar a resistência entre os funcionários, afinal,a manutenção da saúde financeira da empresa deve ser o objetivo principal de cada colaborador.


O papel fundamental do RH


O departamento de Recursos Humanos é muitas vezes o epicentro da gestão de mudanças dentro de uma organização. Ele desempenha um papel vital na identificação das necessidades de treinamento e desenvolvimento dos colaboradores, na promoção da comunicação interna eficaz e no fornecimento de suporte emocional durante os períodos de transição.


Além disso, o RH é responsável por garantir que as políticas de recursos humanos estejam alinhadas com as mudanças organizacionais e que os colaboradores compreendam como essas mudanças afetarão seus papéis e responsabilidades.


Obviamente, o trabalho do RH, por si só, já é desafiador. Lidar com todas as questões do cotidiano e ainda abraçar um grande projeto de mobilidade corporativa pode ser uma tarefa desgastante. Por isso, ter uma empresa especializada em lidar com os pormenores do transporte fretado, certamente, fará uma grande diferença na abordagem.


A gestão de mudanças é uma disciplina essencial para as empresas que desejam prosperar em um ambiente empresarial dinâmico. Lembre-se de que a mudança é inevitável - e louvável - mas a maneira como ela é gerenciada pode fazer toda a diferença no sucesso de uma organização.


3 visualizações0 comentário
Img-form-01.webp
Quantidade de Veículos

Todos os artigos

bottom of page