top of page
Group-187.jpg

Blog

Confira nossas novidades, notícias do meio e muito mais

  • Foto do escritorRafael Oliveira

Roteirização e otimização na operação de transporte fretado

Atualizado: 26 de mar.


Roteirização e otimização no transporte fretado

Em uma operação de transporte fretado de colaboradores é possível escolher as melhores rotas, otimizar o deslocamento dos funcionários e ter resultados incríveis.


Nesse artigo vamos apontar quais os primeiros passos na área de roteirização que sua operação de fretado para funcionários pode seguir para se tornar muito mais moderna, econômica e alinhada com questões contemporâneas como: sustentabilidade e energia humana. Antes de prosseguir vale contextualizar: o termo “sustentabilidade” está relacionado a quaisquer ações que promovam o desenvolvimento, satisfazendo os desejos do presente, sem comprometer a capacidade das gerações futuras quanto às suas próprias necessidades. Já o termo “energia humana” refere-se à capacidade produtiva, sendo a força que move os avanços tecnológicos, as indústrias, máquinas e a pesquisa científica.



Energia humana e sustentabilidade são os objetivos principais de boas roteirizações de fretados para colaboradores

Agora fica ainda mais evidente o papel fundamental dessa etapa nos bons resultados de uma operação de fretados para funcionários e, a seguir, você verá tudo o que precisa entender sobre roteirização.

O que veremos a seguir são pontos iniciais que, associados ao trabalho na gestão de mobilidade, são fundamentais para o transporte corporativo, sendo eles:


  1. O que é roteirização?

  2. Quais são os tipos de roteirização?

  3. Por que rotas devem passar, em intervalos determinados, por otimização no transporte fretado?

  4. O que sua empresa precisa?

O que é roteirização de fretados?

O objetivo da roteirização de veículos fretados é encontrar o melhor caminho para uma frota atendendo a um conjunto de paradas. Em geral, a “melhor roteirização” está relacionada à solução de menor custo e este, por sua vez, está tipicamente atrelado à quantidade de veículos na operação e distância percorrida. No entanto, quando se transporta passageiros, alguns critérios adicionais devem ser inseridos nessa equação, incluindo a distância de caminhada máxima para os colaboradores até a parada e o tempo máximo de viagem. Esses aspectos compõem a política de transporte e variam entre as companhias.

Quais são os modelos de roteirização?

Roteirizar é mais do que conectar pontos – ou paradas – da forma mais barata possível. Há algumas concessões a serem feitas considerando três variáveis: o custo do transporte que uma empresa pretende pagar, o nível de serviço que buscam oferecer para os funcionários e o impacto ambiental da operação. Esse “tripé” de soluções a considerar é chamado PPP: People – profit – planet.

Considerados os itens anteriores, destaca-se, ainda, a possibilidade de duas metodologias diferentes de roteirização. A primeira solução de roteirização pode passar exatamente – ou muito próximo – às residências de cada um dos colaboradores e é o que a maioria das empresas buscam. Essa é a roteirização estática, onde o traçado é definido e atualizado em períodos determinados e atende muito bem a indústrias com escalas fixas e horários de entrada e saída bem delimitados.

As roteirizações em transporte fretado podem ser simples, para turnos de trabalho bem estabelecidos, ou dinâmicos, para modelos híbridos ou muito voláteis

As roteirizações em transporte fretado podem ser simples, para turnos de trabalho bem estabelecidos, ou dinâmicos, para modelos híbridos ou muito voláteis.

Obviamente existem outras variações oferecendo as mais diferentes soluções no tripé PPP: People – profit – planet, porém o importante é ter em mente essas duas categorias principais:


Por que rotas devem passar, em intervalos determinados, por otimização no transporte fretado?

A roteirização, como vimos acima, é importante para operação de transporte fretado de passageiros, mas, tão importante quanto o primeiro traçado de rotas, é a manutenção das mesmas atualizadas. Taxas de turnover de 10% podem ser consideradas normais, no entanto, em algumas indústrias esse número pode ser muito maior. Além disso, os funcionários têm compromissos de ordem particular, seja o casamento, gravidez, mudanças de endereço ou até acidentes que os afastem temporariamente.

Para esses acontecimentos naturais, há uma recomendação de se roteirizar a cada 3 meses, a fim da manutenção da eficiência do serviço. Dessa forma se garante que a operação estará o mais próximo possível da perfeição – em termos de People – Planet – Profit, aliando custos, qualidade de serviço, baixo impacto ambiental e, consequentemente, atendendo aos anseios da indústria.

O que sua empresa precisa?

Uma nova solução de roteirização de fretado para colaboradores é, em geral, um evento com grandes mudanças tanto para o RH quanto para os demais funcionários. A redução de custos objetivada caminha junto às mudanças de linhas, rotas, horários de embarque, entre outros. Isso tudo requer que a comunicação seja muito bem feita.

Dessa forma, a melhor maneira de iniciar uma nova solução de transporte é através de um projeto de roteirização em quatro etapas.

  • Premissas / Kick off ou Pré Design;

  • Projeto básico;

  • Projeto executivo;

  • Comunicação e roll-out.

No primeiro passo, todas as premissas são acordadas, incluindo objetivos e quais soluções atendem aos parâmetros como distância de caminhada e tempo de viagem. Aqui o maior objetivo é o alinhamento entre os envolvidos na operação.

No segundo passo é onde se inicia a roteirização pelos profissionais de Gestão de Mobilidade. Aqui se analisam os feedbacks e são validados os dados gerados nas fases anteriores.

Uma vez que os passos anteriores são dados, o projeto continua para a elaboração da roteirização final e refinada de acordo com os dados. Por fim, os resultados são publicados para funcionários e diretores e seus feedbacks devem ser considerados.

Como acertar em cheio na roteirização do fretado de seus colaboradores?

A roteirização é uma parte fundamental para qualquer operação de transporte de colaboradores e deve ser adequada às necessidades do negócio. Para acertar procure ajuda de especialistas e desconfie de soluções geradas por aplicativos ou empresas que repliquem a mesma metodologia de rotas para todos os clientes. A melhor maneira de ter o resultado mais otimizado é com acompanhamento e adaptação de demanda com nosso time de Gestores de Mobilidade.




19 visualizações0 comentário

Comments


Img-form-01.webp
Quantidade de Veículos

Todos os artigos

bottom of page